THE DELAGOA BAY COMPANY

Dezembro 23, 2010

BASQUET DO SPORTING DE LOURENÇO MARQUES, 1974

Foto de Jorge Cortez.

Grato ao Tomané Alves e ao Carlos Gil que elencaram a equipa do Sporting LM em duas penadas. Assim já consegui indexar esta fotografia.

A lendária equipa de basquet do Sporting Clube de Lourenço Marques.

O grande elenco:

P1- Abílio Monteiro (Seccionista)
P2- Nelson Serra
P3- Vítor Morgado
P4- Terry Johnson – o “Voador”
P5- Luis Almeida
P6- Rui Pinheiro
P7- Mário Albuquerque
P8- Prof. Hermínio Barreto
P9- Mariano (Massagista)

J1- Carlos Santiago
J2- Luis Dionísio
J3- Artur Meirim
J4- Tomané Alves
J5- Mário Lopes

Tomané Alves, escreveu em baixo, referindo: “Esta foto é posterior ao 25 de Abril e também tirada após o último Campeonato Nacional (apelidado de “inter-territorial” pelos “revolucionários” de então). Neste último Campeonato Nacional, lembro-me dos atletas do Futebol Clube de Luanda (representante de Angola) questionarem do seguinte modo: nós (eles) somos de Angola, o Benfica é de Portugal Continental, o Malhangalene é de Moçambique e vocês (S.C.L.M.) donde são? Mas o curioso é que nem nos jogos com o Benfica tivémos apoio (a não ser os da nossa fiel claque “carinhosamente” apelidada de “Gorongosa”), mesmo naquele que discutia o último lugar dos últimos! Sintomático …. ENORME SPORTING CLUBE DE LOURENÇO MARQUES. ”

Muito obrigado Tomané pela nota e pelas grandes recordações.

Anúncios

15 comentários »

  1. de cara conheço-os todos mas tão a falhar-me alguns dos nomes… aí vai:

    P1; P2 Nelson Serra; P3 Vítor Morgado; P4; P5 Luis Almeida; P6 Rui Pinheiro; P7 Mário Albuquerque; P8 Profº Hermínio Barreto; P9;
    A1; A2 Luís Dionísio; A3; A4 Tomané Alves; A5 Rogério (?Machado?)

    Comentar por cg — Dezembro 23, 2010 @ 7:35 pm

  2. P4 ?Daley Thompson?

    Comentar por cg — Dezembro 23, 2010 @ 7:36 pm

  3. EM FALTA: P1 Abílio Monteiro (seccionista); P4 Terry Johnson (o “voador”); P9 Mariano (massagista); A1 Carlos Santiago; A5 Mário Lopes.

    A foto é posterior ao 25 de Abril e também após o último campeonato Nacional (apelidado de “inter-territorial” pelos “revolucionários” de meia-tigela). Neste último campeonato Nacional, lembro-me dos atleta do Futebol Clube de Luanda (representante de Angola questionarem do seguinte modo: nós (eles) somos de Angola, o Benfica é de Portugal Continental, o Malhangalene é e Moçambique e vocês (S.C.L.M.) donde são? Mas o curioso é que nem nos jogos com o Benfica tivémos apoio, mesmo naquele que discutia o último lugar dos últimos. Sintomático …. ENORME SPORTING CLUBE DE LOURENÇO MARQUES

    Comentar por Tomané Alves — Janeiro 1, 2011 @ 8:07 pm

    • Tomané, Muito obrigado pela nota e já coloquei e indexei todos os nomes. Se tiveres fotos que queiras colocar aqui fico grato e a casa está à disposição.

      Comentar por ABM — Janeiro 2, 2011 @ 12:04 am

      • Olá Tomané Botelho de Melo. Há horas de lapsos e eu cometi-o quando ao A1 chamei de Carlos Santiago. O A1/J1 é Manuel Santiago (o Nélito). As minhas desculpas pelo incómodo e, claro, ao Nélito pela m/troca.

        Comentar por António Manuel Ruas Alves (Tomané) — Junho 21, 2013 @ 9:10 am

  4. olá Tomané! não me conheces, não joguei básquete e girávamos em v«curcuitos diferentes: principalmente lembro-me de ti como júnior, que todas as tardes de sábado via os jogos no pavilhão do Malhanga, onde então morava. e abuso desta caixinha para fazer-te uma pergunta que mais que me rói, quando me ponho a pensar nas cenas de lá – o que não são poucas vezes… 😉
    é esta:
    lembro-me principamente de ti numa equipa júnior do Sporting que, naquela ano, arrasou totalmente o campeonato: era mais fáil apanhar-se cabazadas a jogar contra vocês que conseguir discutier o jogo mais ou menos taco-a-taco. nsse ano apareceu, salvo erro pela primeira vez na categoria júnior, uma equipa do Indo-Português,, e que era muito fraquinha. mesmo muito, e eram jogos pra ganhar por qualquer das outras, pois nem se punha como hipótese qu’aquela equipa deixasse de levar trepas atrás de trepas.
    ora houve um jogo (no pavilhão do Malhanga) que vocês fixeram a gracinha de, lou todo o tempo ou quase todo o tempo, defenderem homem-a-homem quase no campo todo: os desgraçados mal comiam com um cesto, ao repor a bola em jogo não tarva a perderem-na e lá comim mais dois… enfi, um festa. o resultado? a minha memória sempre me atirou para um nº mágico, mas que realisticamente parece-me ser impossível, até porque na altura não existia a marquice dos três pontos e cada parte tinha 20 minutos e mai nada: 232-19. impossível, né? será que ficcionei a coisa em mais cem pontos? terá sido 132-19 – uma abada das velhas, mesmo assim!?
    porra, é uma dúvida tipo ‘existencial’… 🙂 quantas e quantas vezes já me alarguei em conversas aqui pela net, onde me lembra o básket etc etc, vem-me esse jogo à cabeça e quero invocar um resultado que é histórico (mesmo que os tais 132-19 como possíveis, não terá sido record de qualquer coisa? bem possível!…), e “corto-me” em referir o número de chapa pois hesito entre o que as memórias me trazem de fabuloso, e o que a prudente razão me segreda: acabo por parlapiar acerca duma enorme abada mas esquivo-me ao némro: 232-19 ou 132-19?
    tu, eras o melhor marcador da equipa. entradas pró cesto que era um espectáculo, e na meia distãncia tinhas uma mão certeira pra caraças 🙂 o tal ’15’ a que na foto chamei “Rogério – com ponto de interrogação – e que afinal não se chamam assim, será influência doutro grande jogador daquela equipa de juniores, esse sim e a teu par os melhores jogadores e marcadores da equipa. Rogério? Ricardo? Machado? aqui a dúvida ainde é maior…
    um abraço dum fã de bancada 🙂

    carlos gil

    Comentar por cg — Janeiro 2, 2011 @ 1:09 am

    • Olá Carlos Gil. Realmente não o conheço mas as memórias expressas retractam bem a intensidade da (espectacular) “gravação” que tem desses tempos. Um Kanimambão pelas palavras, que muito me lisonjearam. Indo agora directo às dúvidas “existenciais” os acontecimentos mencionados reportam a épocas diferentes:

      A equipa do Indo-Português é de 1970 (é do o meu 1º de Júnior) e que, se bem me lembro, desistiu logo no ano seguinte; e estou (quase) certo dessa desistência porque só os defrontei uma época e porque, entre outros extraordinários jogadores desse tempo específico, fazia parte o tal nº 15 (bem + “mangueiras” que eu) … Rogério Machado, com o qual ainda tive o prazer de jogar e voltar a ser Campeão no ano a seguir. Depois, por ser mais velho 1 ano, o RM subiu a Sénior em 1972 tendo-o reencontrado no final dessa época quando anteciparam a m/promoção uns meses para disputar a fase final do Campeonato Nacional no Porto (do Dale Dover). Em 1973, na m/1ª época efectiva de Sénior, já não joguei com o RM visto se ter transferido para o seu (dele) Benfica; e já agora, nesse ano de 1973, o enormérrimo SPORTING L.M. voltou a ser Campeão Nacional em Luanda (foi a 3ª e última vez) depois de uns memoráveis 102-77 ao Benfica de … Lisboa (em 30/03/1973). Dessa equipa Campeã também fez parte com o nº 15 o meu amigo de infância (infelizmente já saudoso) Mário Peliquito, também ele um Júnior de 1972.

      Quanto ao “mágico” resultado … foi mesmo o dos “impossíveis” 232-19. Não foi mesmo ficção! Realmente aconteceu no “Malhanga”, mas já foi em 1972 frente ao Belenenses. Foi o m/último ano de Júnior. Na altura o resultado foi um tremendo record … nacional; e o m/n/saudoso treinador Fernando Fernandes não permitiu que a “coisa” tivesse ido um pouco mais além, o que, sinceramente (sem falsa modéstia), também não teria sido justo.

      Carlos Gil, agradeço-lhe esta oportunidade e peço desculpa pela m/resposta tão tardia e que ninguém merece, muito menos um fã. Muita Saúde e Felicidades na vida pessoal e familiar é o que lhe desejo.

      Um grande abraço.
      Tomané Alves

      Comentar por António Manuel Ruas Alves (Tomané) — Junho 20, 2013 @ 10:14 am

  5. … e o Terry afundava que era um espectáculo eheheheh

    o “meu” Daley Thompson sempre por lá existiu, fosse em que clube fosse? ou sou eu de novo a sonhar? 😉
    porra, também foram tantos… 🙂 🙂 🙂

    Comentar por cg — Janeiro 2, 2011 @ 1:14 am

  6. TOMANE

    Gostei do teu comentário sobre a questao do Campeonato Nacional q os angolanos argumentaram do Benfica ser de Portugal , eles de Angola, fulano do Malhanga e vcs seriam de onde?
    Mudaram os nomes dos clubes (Benfica e Sporting) de LM mas NAO mudaram o q ainda hj eh Sporting da Beira!!!!!!!!!Seria entao o Maxaquene da Beira!!
    O q mais me irrita eh terem misturado POLÍTICA c/desporto pois meu querido SPORTING CLUBE DE LÇO MARQUES BEM PODERIA SER SPORTING CLUBE DE MAPUTO (pelo menos isso. E ainda mudaram as cores do alvi_verde para azul e vermelho (nao seriam as do Barcelona)?!!!
    A historia das colonias nao pode ser ignorada pelas revoluções comunistas. Eles nao entendem isso. Aqui no Brazil nao há como entender a História da Nação Brasileira sem aceitar de bom senso a História de Portugal. Estão ligadas ateh pela lógica. Assim como a História da Rep.Popular de Moçambique nao pode ser entendida sem a História Portuguesa Colonial. Não teriamos nascido sem nossos antepassados…pais..avós…etc. Meu pai portugues FAZ parte da vida de meu filho brasileiro e da m/vida moçambicana. Isso eles nao entendem. Pena. Ignorância. Aqui no Brazil existe Boca Juniores (team argentino) e nem por isso os brasileiros são revoltados com a rivalidade entre os 2 paises. Mas nao adianta. Nunca entenderão que política e desporto nao podem se misturar. Abraço p/vc e parabens por vc ter sido um gde atleta que engrandeceu n/basket moçambicano.

    Comentar por luis vidal — Maio 2, 2011 @ 6:22 pm

    • Grande Luis Yazalde!

      Tudo o que dizes verdade mas naqueles tempos eu acho que para os revolucionrios da Frelimo tudo era poltica. E eles quase tudo fizeram empenhadamente para raspar do mapa quaisquer referncias ao passado, em muitos casos fosse qual fosse. Foi um perodo muito conturbado e lamentvel.

      Comentar por Antonio Botelho de Melo — Maio 2, 2011 @ 7:51 pm

      • Ola

        Obrigado pela tua resposta.
        Enviei 1 email particular cedido pelo Rogerio
        para q vc possa publicar a foto do Nogueira no Benfica de LM (basket).

        Vale lembrar q o desconhecido Ze Nogueira de Xinavane quase desbancou Mario Albuquerque do trofeu Desportista Mais Popular de Moç.

        NA epoca jogava pela Academica.

        Abraço
        Kanimambo
        luis

        Comentar por luis vidal — Maio 3, 2011 @ 12:40 am

  7. Conterrâneos laurentinos:
    Já era tempo dos políticos moçambicanos deixaram a “politiquice” na gaveta e assumirem a tradição histórica, designadamente dos clubes que foram grandes, como o meu SCLM (quanto muito podia ser Sporting Clube de Maputo), mas as cores voltarem a ser verde e branco…
    Ainda me recordo – porque vi todos os jogos – do último Campeonato Nacional de Basquetebol realizado em 1974, no pavilhão do SCLM, em que participaram os seguintes clubes:
    – de Portugal (Sport Lisboa e Benfica);
    – de Angola (Futebol Clube de Luanda);
    – de Moçambique (Sporting Clube de Lourenço Marques e Clube Desportivo Malhangalene).
    A classificação foi a seguinte:
    1.º lugar: Clube Desportivo Malhangalene.
    2.º lugar: Sporting Clube de Lourenço Marques.
    3.º lugar: Sport Lisboa e Benfica.
    4.º lugar: Futebol Clube de Luanda.
    Nota: As equipas moçambicanas ganharam nas duas voltas ao SLB (equipa profissional e já com dois moçambicanos no seu team). Poucos anos mais tarde a equipa do SCP composta quase exclusivamente pela equipa do SCLM foi campeã nacional de Portugal.
    O pavilhão do SCLM esteve sempre a abarrotar de público e a maior claque era a do SCLM. A claque do SLB era composta por meia dúzia de magalas de Portugal Continental que foram muito assobiados (já tinha ocorrido o 25 de Abril e o sentimento anti-tropa portuguesa acentuava-se), enquanto que a equipa do FCL foi sempre acarinhada, designadamente quando jogou com o SLB.
    Espero vivamente que o glorioso SCLM ainda possa ressurgir – ainda que com nova denominação SCM – já que o seu património físico e histórico ainda existe.
    Kanimambo.
    Saudações leoninas moçambicanas.

    Comentar por Carlos Jorge Fernandes Santos (Cajó) — Agosto 3, 2011 @ 11:38 am

    • Sem dúvida.
      Depois de quase 40 anos seria gratificante o Maxaquene voltar a ser alvi-verde e conhecido como SPORTING CLUBE DE MAPUTO.
      Do jeito q estah mais parece o Barcelona espanhol. Abraço

      Comentar por luis vidal — Janeiro 15, 2012 @ 3:59 pm

  8. Obrigado TOMANÉ , todos os teus comentários estão correctos, eu fiz parte da Equipa do Futebol Clube de Luanda, deves te lembrar de mim, pois conhecemo-nos ainda em Lisboa, eu sou o Zé Manel que treinou contigo em Lisboa no Sporting, jogava eu no Porto e estava na Tropa em Lisboa e treinava convosco, do Tempo do Rui Pinheiro, do Tavares. e depois encontramo-nos em Luanda quando voçês ficaram Campeões em 1973, e depois no vosso maravilhoso Pavilhão em 1974 que ganhou o Malhanga..

    Um abraço

    Comentar por José Manuel Tavares de Almeida — Fevereiro 7, 2012 @ 12:12 am

  9. Antes de mais quero saudar o Tomané Alves que se não estou em erro foi meu treinador nos iniciados ou juvenis do Sporting( ainda tenho a minha camisola). Só quem não jogava basquete e que não se lembra desse ultimo campeonato nacional e o que nós vibra-mos. Lembro-me de ir ver o jogos com o Paulo Prudencio, íamos como pai dele. Bons tempos quando para nós o mais importante era ter uma bola de mini-basquete e não um iPhone. Actualmente estou em Luanda e ainda bato umas com o meu filho na marginal. Ele 23 eu 55,que chatice perco sempre.
    Sou o Zé-Tó, dos leões da polana, abraço.
    Jose Antonio oliveira

    Comentar por Jose Antonio oliveira — Março 7, 2015 @ 1:05 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: