THE DELAGOA BAY COMPANY

Janeiro 8, 2011

A EQUIPA DE BASQUET MASCULINOS SÉNIORES DA ASSOC. ACADÉMICA LM, 1972

Foto de João Donato.

A equipa de basquet de séniores da Associação Académica de Lourenço Marques em 1972. De pé, da esquerda: Baganha, Aurélio Vaz, Joaquim Neves, Richard Almstead, Mota Lopes e Pedro Cerqueira. De joelhos: Luis Oliveira, Moura Ramos, Quen Gui, Ernesto, Carlos Neves e João Donato.

Anúncios

4 comentários »

  1. Amigo Quen, deixaste-nos sem dizer adeus. Amaste a vida , como só tu sabias, relacionaste-te com a vida e com a sociedade e o Mundo como nínguém. Passaste sorrateiramente por este Mundo com a simplicidade característica de um Homem Nobre. Foste um exemplo para muitos de nós. Estejas onde estiveres, continuas no nosso convívio porque as tuas marcas são indestruíveis. Bem Haja ter conhecido um Homem como tu. Foste e continuarás a ser um Exemplo de Cidadão da Humanidade. Continuarás no coração dos que te conheceram, tenho a certeza!

    Comentar por Maria Gracinda Soares — Maio 3, 2011 @ 9:48 pm

  2. Linda homenagem Gracinda.

    Comentar por ABM — Maio 3, 2011 @ 9:56 pm

  3. Foi com espanto que recebi a notícia.
    Não sabia do seu paradeiro.
    Não o conheci pessoalmente, mas foi o verdadeiro ídolo da minha juventude, na saudosa Lourenç Moarques.
    O meu irmão, o Zé Mota, penso que ainda com ele treinou.
    Grande jogador e grande pena pela sua precoce partida.

    Repousa em paz…..

    Comentar por Rui Mota — Maio 4, 2011 @ 8:12 am

  4. Paz à sua alma.

    Era uma pessoa excepcional, conheci-o bem por ter sido meu treinador na Académica de Lourenço Marques nos inafantis.

    Era um basquetebolista como havia poucos e nos dias em que estava particularmente inspirado era um deleite para os espectadores.

    Aliás aquela célebre equipa da Académica de Lourenço Marques, a única que batia o pé ao poderosíssimo Sporting de LM, ainda hoje poderia ser um caso sério: Quim Neves ( o Nowitski português a que só faltava a meia distância para ser um portento), Quen Gui (um show dentro do espectáculo da Académica a engrenar nos dias imparáveis), Richard Almstedt ou o Greg Howard, o Augusto Baganha que veio substituir dois outros “monstros” que vieram de Coimbra dos tempos do Mário Mexia (o irmão Adriano e o grande Diogo Amoroso Lopes) e o Aurélio Vaz. Depois um banco de luxo com o Pinóquio, o Mota Lopes, o Mora Ramos, o Carlos Neves, os irmãos Portela, o João Donato, o Zé Manel Coelho, o Jerónimo, mais tarde o Beto Correia Mendes, enfim, grande, grande equipa!

    Quen Gui, ficarás para sempre nas nossas memórias como uma bela recordação para os que sempre gostaram de básquete e que acima de tudo sempre apreciaram as tuas grandes qualidades de Homem sempre pronto a ajudar e a ser prestável!

    Abraço eterno ao Gui, um obrigado profundo que fica para sempre por ter sido um dos heróis da minha juventude em Lourenço Marques.

    Comentar por Nuno Pinto — Junho 20, 2011 @ 10:34 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: