THE DELAGOA BAY COMPANY

Maio 18, 2011

CARLOS ABREU, IN MEMORIAM, 1937-2011

Carlos Abreu

Grato ao Sr. Professor João Boaventura e D. Maria Manuela Abreu pelo texto e uma das fotografias.

Faleceu no dia 10 de Maio o Prof. Carlos Abreu, personalidade conhecida de muitos mas cujo contributo para o desenvolvimento do desporto em Moçambique e em Portugal deve ser recordado aqui.

Tinha 74 anos de idade.

Lisboeta com costela beirã, desde miúdo que se dedicou às actividades físicas e ao desporto.

Devido à proximidade da residência, o pai cedo o inscreveu no Ginásio Clube Português onde praticou, primeiro, ginástica de formação e, depois, ginástica desportiva tendo sido campeão nacional da modalidade, membro da equipa nacional em competições internacionais (anos 60). Em 1960, arlos Abreu foi seleccionado para representar Portugal nos Jogos Olimpicos de Roma, mas na realidade não competiu, só esteve presente nas cerimónias inaugural e de encerramento, porque nos treinos de preparação para a competição ele partiu um pulso. No entanto a Federação Portuguesa de Ginástica manteve-o como membro da comitiva nacional, como prémio pelo seu trabalho e esforço demonstrados não só durante os treinos, como também durante toda a carreira anterior.

No Liceu Gil Vicente, onde concluiu o ensino secundário, praticou outras modalidades desportivas, especialmente o andebol.

A Primeira Vez em Moçambique

Entretanto, diplomou-se em Educação Física pelo INEF (actual FMH), cumpriu o serviço militar em Lisboa e foi de seguida mobilizado para prestar serviço militar em Moçambique, tendo estado em Tete e Lourenço Marques (hoje Maputo) onde teve possibilidade de retomar a prática da ginástica desportiva e a leccioná-la, sobretudo na Associação Africana.

Ao regressar a Portugal Continental, voltou ao Ginásio Clube Português como professor de ginástica desportiva masculina e feminina, tendo sido o impulsionador e concretizador de novos métodos de ensino da modalidade em Portugal – tais como “Graus de Progressão Pedagógica” – método este utilizado na Europa. Nesta fase, alguns dos seus discípulos foram campeões nacionais, absolutos ou por disciplinas e feito parte de equipas representativas nacionais.

No período de 1968-69, foi nomeado Treinador Nacional de Ginástica pela Federação Portuguesa de Ginástica, tendo orientado as equipas nacionais que se distinguiram em vários campeonatos, nomeadamente nos Jogos Luso-Brasileiros.

O Trabalho em Moçambique; 1970-1974

Em 1970, foi novamente para Moçambique. Aí, integrado na equipa técnica do Conselho Provincial de Educação Física, dirigido pelo Prof. Noronha Feio, foi docente na Escola de Treinadores de Lourenço Marques e, essencialmente, divulgou a prática desportiva, com especial relevância a ginástica desportiva, em todo o território moçambicano, orientando e leccionando cursos de formação de quadros técnicos, em particular instrutores e monitores.

No âmbito da política desportiva oficial da época e sob a égide do Conselho Provincial de Educação Física, modalidades como a natação e a ginástica foram ampla e profundamente divulgadas e apoiadas, acções concretizadas na construção de tanques de aprendizagem de natação e dos denominados “ginásios de ar livre” em zonas suburbanas das principais cidades.

Carlos Abreu foi o responsável pela dinamização dos “ginásio de ar livre” e do seu funcionamento, sobretudo em toda a área suburbana da cidade de Lourenço Marques (Maputo) – o “Caniço”.

A Actividade em Portugal após 1974

Regressou a Lisboa em 1974 e ingressou nos quadros técnicos da Direcção-Geral dos Desportos (actual Instituto do Desporto de Portugal).

Nesta instituição estatal, desempenhou várias funções técnicas, mas salientou-se, essencialmente, como Coordenador Principal dos Planos de Desenvolvimento Desportivo, acção que abrangeu não só cursos de formação de quadros técnicos (monitores, instrutores, treinadores e dirigentes), mas também a democratização da prática de todas as modalidades desportivas (vela, xadrez, ginástica, atletismo, badminton, remo…).

A partir de meados dos anos 80, dedicou-se ao ensino do golfe, modalidade que iniciara aquando da sua permanência em Moçambique (1970/74).

Foi Director Técnico Nacional da Federação Portuguesa de Golfe. Nesta qualidade, pôs em prática a política de desenvolvimento então seguida pela Federação, nomeadamente a divulgação do jogo junto dos jovens, a implementação de cursos de treinadores, o apoio à alta competição tanto ao nível do quadro competitivo nacional e a participação portuguesa em campeonatos internacionais.

Ultimamente, já reformado, mas sempre empenhado na defesa de causas e valores, ocupava o seu tempo livre, entre outras actividades, a jogar golfe pelo prazer, convívio e exercício físico saudáveis que a modalidade lhe proporcionava, tendo em 2008 vencido o torneio Barclays Golf Cup (Homens Categoria II).

O Prof. Carlos Abreu, jogando no Barclays Golf Cup em 2008.

À sua família, apresenta-se as condolências pela sua perda, que é nossa também.

_____

Recordação de Carlos Abreu, por Fernando Manuel

(excerto tirado do Jornal Savana, de Maputo, edição de 21 de Agosto de 2009)

Em meados dos anos 90 perdi um grande amigo: o Basílio Cossa.

Foi com ele, o Joel Libombo – que muito mais tarde foi nomeado ministro da Juventude e Desportos…

Foi com ele, dizia eu, que nos anos 70 tirei o curso de monitor de Educação Física para dar aulas nas Unidades multi-facéticas dos subúrbios de Lourenço Marques, com ginásios completos – barra fixa, piscinas, rampas, pistas de corridas em areia compactada – uma utopia feita sonho com o pensamento do Professor Noronha Feio, com a vontade do Carlos Abreu – que, aos 47 anos de idade, ainda dava 77 flicks atrás e à frente, saltos mortais e ainda, mesmo assim, aceitava uma cerveja preta no Djambu – a graciosidade do Mussá Tembe e do Lázaro Sengo, as pernas de agilidade de égua da dançarina de marrabenta nos palcos do Folclore, tínhamos vinte e tal anos e ela chama-se Muchina: beleza de mulher, de pele clara, olhos que lembravam as ondas do Índico, de onde eram oriundos os seus tataravós: Ilhas Maurícias, Madagáscar,  Maldivas, Reunião, Zanzibar, Comores, whatever…

Alguns Artigos da autoria do Prof. Carlos Abreu nas Bibliotecas Nacionais, Escritos em Moçambique

Ginástica desportiva / Carlos Abreu
In: Educação e Movimento. – Vol. 4, nº 15 (1972), p. 33-38
Cota: PP96|AHM

Ginástica desportiva / Carlos Abreu
In: Educação e Movimento. – Vol. 5, nº 17 (1973), p. 31-36
Cota: PP96|AHM

Ginástica Desportiva / Carlos Abreu
In: Educação e Movimento. – Vol. 4, nº 14 (1972), p. 29-33
Cota: PP96|AHM

Mini-trampolim : técnica de base / Carlos Abreu
In: Educação e Movimento. – Vol. 5, nº 20 (1973), p. 29-33
Cota: PP96|AHM

Anúncios

5 comentários »

  1. no curriculum do Carlos, não referi que ele foi seleccionado para os Jogos Olimpicos de Roma, porque, na realidade não competiu, só esteve presente nas cerimónias inaugural e de encerramento, porque nos treinos anteriores à deslocação partiu um pulso; porém a federação de ginástica manteve-o na comitiva nacional como prémio do seu trabalho e esforço demonstrados não só durante os treinos, como também durante toda a carreira anterior
    Melhores cumprimentos
    Maria Manuela

    Comentar por maria manuela abreu — Maio 20, 2011 @ 7:06 am

    • Manuela muito obrigado por tudo e vou integrar esta informação no texto pois é muito relevante.

      Comentar por ABM — Maio 20, 2011 @ 9:17 am

  2. É lamentável o desaparecimento físico do Prof. Carlos Abreu.

    Comentar por Pedro Pessula — Junho 11, 2011 @ 12:18 pm

  3. Não sabia… Fui seu aluno em LM. Perdi um amigo e fiquei mais pobre. Descansa em paz Carlos.

    Comentar por Nuno Pires — Fevereiro 27, 2012 @ 9:48 pm

  4. Por incrível que pareça, só agora tenho conhecimento (04.04.2014) do infeliz desaparecimento do meu colega e grande Amigo Carlos Abreu.
    Guardo dele excelentes memórias. Que descanse em PAZ são os meus simples Votos.
    O meu (embora muito atrasado) Abraço à Manuela e restante família.

    Comentar por João Caldeira Romão — Abril 4, 2014 @ 2:22 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: