THE DELAGOA BAY COMPANY

Julho 7, 2012

A EQUIPA DE HÓQUEI EM PATINS DO SPORTING, REFORÇADA, 1956

Fotografia de Serafim Figueiredo (que se pode ver em baixo), gentilmente encaminhada pelo Oscar Soeiro. Obrigado a ambos.

A equipa de hóquei do Sporting Clube de Lourenço Marques numa digressão à Beira, para um jogo com a equipa do Paço de Arcos, que estava em Moçambique para a inauguração do ringue de patinagem do Sporting, em 1956. A equipa do Sporting levou como reforços nada menos que o Amadeu Bouçós, O Manuel Carrelo e o Fernando Adrião. Assim, de pé, da esquerda: Viegas (dirigente), Bastião Lourenço (treinador), Artur Paredes, Amadeu Bouçós, Serafim Figueiredo, Rodrigues (seccionista) e Amadeu Ferreira. De joelhos: Vergílio, Cancela (guarda-redes), Manuel Carrelo e Fernando Adrião.

Anúncios

Novembro 11, 2011

A GERAÇÃO DE OURO DO HÓQUEI DE MOÇAMBIQUE, ANOS 1960

Fotografia do Manuel Jorge Pereira Batista, restaurada por mim.

 

De pé, da esquerda: Francisco Velasco, Amadeu Bouçós, Fernando Pires, Tito Moreira Rato, Vaz Guedes e Fernando Adrião. De joelhos: Alberto Moreira e Manuel Carrelo.

Abril 11, 2011

A EQUIPA DE HÓQUEI DO CLUBE FERROVIÁRIO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 70

Foto gentilmente cedida por Carlos Vigário.

A equipa de hóquei em patins do Clube Ferroviário LM. De pé, da esquerda: Manuel Carrelo, P2, P3, Silva, Hernani, Stanley Rygor(dirigente?), Luis Cabacinha, Simões Vaz e Abreu (massagista). De joelhos: Pedro Nápoles, José Maria Rodrigues , João Alves, Ferreira Marques e Fernando Viana.

Novembro 12, 2010

A SELECÇÃO A/B DE HÓQUEI DE MOÇAMBIQUE, ANOS 60

Veja-se os nomes em cima.

OS DEUSES DO HÓQUEI DE MOÇAMBIQUE, 1967

Se houve uma selecção de ouro no hóquei de Moçambique e português foi esta selecção de Moçambique em 1967. Veja-se bem estes nomes: em cima, da esq., Francisco Velasco, Amadeu Bouçós, Fernando Pires, Tito Moreira Rato, Vaz Guedes, Fernando Adrião. Em baixo: Alberto Moreira e Manuel Carrelo. Foto tirada em 1967 no estádio coberto do Sporting em LM para celebrar dez anos de hóquei moçambicano. A casa ia indo abaixo. Dos de cima, só Vaz Guedes não foi "made in" Moçambique.

Create a free website or blog at WordPress.com.