THE DELAGOA BAY COMPANY

Janeiro 9, 2012

CARLOS RAMOS, ÁRBITRO DE TÉNIS INTERNACIONAL

Filed under: 2010 anos, Carlos Ramos, TÉNIS DE MOÇAMBIQUE — ABM @ 9:44 pm

Carlos Ramos num torneio.

 

Cito o texto de Marta Talhão no Jornal Económico de dia 9 de Janeiro de 2012:

 

Em criança sonhava ser guarda-redes de futebol mas hoje, aos 40 anos, é o único árbitro do Mundo a ter dirigido as finais de singulares masculinos dos quatro torneios do Grand Slam – Open da Austrália, Roland Garros, Wimbledon e Open dos EUA. A infância foi passada entre o continente africano e Portugal.

Nascido em Lourenço Marques (actual Maputo) numa Moçambique à época colonizada pelos portugueses, teve o primeiro contacto com o ténis em Angola, onde passava férias. Sem família ligada ao ramo, poucas seriam as probabilidades de escolher a profissão no desporto, mas Carlos Ramos desde cedo revelou aptidão para contrariar as estatísticas.

“Completar o ‘Grand Slam de carreira’ foi especial, ainda que não considere comparável com um jogador que ganha esses quatro torneios. Mas não deixa de ser gratificante, em especial para um árbitro que não vem de um país do Grand Slam”, afirma Carlos Ramos ao Diário Económico, a partir da sua residência, em Lyon, França: é lá que vive desde 1996. Pelo menos quando não se encontra em parte incerta do globo a apertar a mão a Roger Federer, Rafael Nadal ou Novak Djokovic.

Quando era mais novo “sabia coisas como a tensão das cordas do [John] McEnroe” e, no Clube de Ténis do Jamor, chegou a treinar-se com os futuros campeões nacionais Emanuel Couto e Bernardo Mota. “Mas talvez não tivesse jeito suficiente”, admite, em tom descontraído. Acabou “mordido” pela arbitragem, ocupação que, aos 16 anos, escolhera como forma de pagar as aulas de ténis e as encordoações das raquetas porque, sublinha, “sempre quis ser o mais independente possível”. 

(fim)

 

Rafael Nadal a falar com Carlos Ramos.

 

Carlos Ramos e o seu colega árbitro Enique Molina, posam no Court 3 de Wimbledon no 1º dia do famoso torneio, 2011.

Anúncios

Site no WordPress.com.