THE DELAGOA BAY COMPANY

Março 31, 2011

LOURENÇO MARQUES/MAPUTO, OS PESOS E HALTERES E O DOUTOR COOPER, POR RUI BAPTISTA

Filed under: 1970 anos, 2010 anos, Comentário, CULTURISMO, Rui Baptista — ABM @ 10:47 pm

O texto que se segue é da autoria do Sr. Professor Rui Baptista.

Os processos da ciência são característicos da acção humana, porque se movem pela indissolúvel união do facto empírico e do pensamento racional. – J. Bronowski.

Faz parte do meu passado de dezoito anos, na então Lourenço Marques, e do meu grato retorno, ainda que por escassos dias, a Maputo, este trabalho de investigação sobre os Pesos e Halteres (na modalidade de Culturismo) que os tenho como factor muito favorável para a saúde cardiovascular dos seus praticantes se livre de substâncias anabolizantes que anulam por completo esse efeito, contribuindo até para um rol de doenças que arruínam não só o coração como outros órgãos vitais conduzindo-os, por vezes, à sua própria falência.

Vivia-se, então, uma época em que era atribuída à sua prática, pela “vox populi”, e mesmo pela maioria de professores de Educação Física e médicos, diversos mitos sobre os seus malefícios de que destaco três: 1. Fazer mal ao coração; 2. Prender os músculos; 3. Prejudicar o crescimento do esqueleto dos jovens.

O doutor Kennet Cooper fez-se advogado dos malefícios dos Pesos e Halteres para a saúde cardíaca no seu livro “Capacidade Aeróbica” (1972), com a autoridade que lhe advinha da sua profissão de médico e investigador com tamanho interesse pela prática desportiva que na respectiva licenciatura defendeu tese no campo da fisiologia desportiva, entrando, anos depois, para o serviço da Força Aérea onde passou a ter a responsabilidade pelo exigente treino físico dos astronautas norte-americanos. Assim, escreveu ele: “Os levantamentos de peso não aumentam o fluxo da corrente sanguíneo”.

Ou seja, Cooper tornou-se o representante de um sólido axioma pelo arsenal científico de investigação que envolveu um número inicial muito representativo de 5.000 “cobaias”, militares da Força Aérea. O previsível entusiasmo que o seu livro iria despertar em todo o mundo levou um senador norte-americano a considerá-lo “como uma valiosa contribuição para uma América mais sadia”. E o panegírico do senador não se ficou por aqui: “Tenho a certeza de que quando o livro for um ‘best-seller’ (e quanto a isso não tenho a menor dúvida) irá contribuir mais para a saúde e longevidade dos americanos do que qualquer outra descoberta ou realização do ano no campo da Medicina”. Verdade seja dita: a venda deste livro e sua divulgação excedeu largamente as expectativas porque lido, quase como uma bíblia para a aquisição de uma boa forma física, por um incalculável número de pessoas espalhadas pelos quatro cantos do globo.

Foi, portanto, neste clima de polémica de David contra Golias, que tive o “arrojo”, e ao que sei em acção pioneira, de proferir uma conferência, em 2 de Julho de 1973, na “Sociedade de Estudos de Moçambique”, agremiação científica e literária, Palmas de Ouro da Academia de Ciências de Lisboa, intitulada “Os pesos e halteres e a função cardiopulmonar segundo o teste de Cooper”. Teve esta conferência uma crítica bastante favorável por parte da imprensa moçambicana.

Ampliei esta conferência com um outro estudo sobre os efeitos dos Pesos e Halteres nos valores da tensão arterial dos respectivos praticantes, tendo procedido às respectivas medições o Drs. Jorge Pessoa Monteiro, assistente do Curso de Medicina da Universidade de Lourenço Marques, e o recém-licenciado em Medicina Raul Silveira, atleta de competição de atletismo. De posse destes estudos, mês e meio depois, publiquei um livro com 97 páginas intitulado “Os pesos e halteres, a função cardiopulmonar e o doutor Cooper.

Em 1997, apresentei, integrada no “V Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa” (Maputo, 24-28 de Março), uma Comunicação intitulada “Modificações tensionais provocadas pelo levantamento de pesos”.

A importância deste Congresso foi posta em destaque, através da seguinte mensagem: “A realização deste já prestigiado evento em Moçambique constitui um motivo de honra, orgulho e alegria para nós Moçambicano, para a Universidade Pedagógica e muito particularmente para o corpo docente e discente da Faculdade de Ciências de Educação Física e Desporto. Honra por termos sido convidados a fazê-lo, orgulho por estarmos a cumprir o desafio e alegria por recebermos nesta nossa modesta e ainda muito jovem Faculdade colegas dos mais variados pontos do mundo que comunicam em Língua Portuguesa”.

Finalmente, em 2002, por saber do grande prestígio que desfrutava no mundo da fisiologia do exercício físico, acrescido do facto de ser um dedicado praticante de pesos e halteres, enviei o meu livro “Os Pesos e Halteres, a função cardiopulmonar e o doutor Cooper” ao Doutor José Maria Santarem, doutor em Medicina pela Universidade de S. Paulo (Brasil), senhor de um invejável e longo currículo de que enuncio, apenas: 1) Coordenação de Cursos de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da Universidade de S. Paulo (CECAFI) em Fisiologia do Exercício e Treinamento Resistido na Saúde, na Doença e no Envelhecimento; 2) Coordenador do Ambulatório de Atividade Física da Disciplina de Geriatria da referida Faculdade,; 3) Autor do capítulo “Treinamento de Força e Potência” da obra “O Exercício – Preparação Fisiológica, Avaliação Médica, Aspectos Especiais e Preventivos”. Mereceu o livro uma crítica lisonjeira, cujo “fac símile” é apresentado numa das fotografias aqui publicadas. Desta forma, julgo ter ficado demonstrado que em Moçambique os Pesos e Halteres mereceram estudos pioneiros de investigação numa época em que o nome de Kenneth Cooper desacreditava fortemente a sua prática.

Tal facto, por si só, justifica a extensão deste meu texto em relato de uma acção em defesa de uma prática desportiva que teve atletas valorosos em Moçambique, terra da minha saudade da sua gente e de uma vida profissional aí decorrida durante aproximadamente duas décadas.

Nota final: Esclarece-se que os atletas testados não praticavam qualquer forma de corrida associada à prática dos pesos e halteres por existir o mito de que a corrida era desfavorável ao crescimento muscular. Este teste realizado nos dias de hoje teria como resultado não se saber até que ponto a corrida poderia influenciar os respectivos resultados.

As fotografias aqui publicadas e legendadas mais não pretendem do que documentar o respectivo texto:

Apresentação do palestrante.

 

Notícias, 3 de Julho de 1973.

Diário, 3 de Julho de 1973.

Vista parcial da assistência à conferência na Sociedade de Estudos de Lourenço Marques.

Diário, 23 de Agosto de 1973.

A Tribuna de 8 de Setembro de 1973.

Pôr do sol no Hotel Cardoso em Maputo, durante o Congresso. À direita do Prof. Rui Baptista o Dr. Joel Matias Libombo, Vice-Ministro da Cultura, Juventude e Desportos de Moçambique.

"Abstract" da comunicação do Prof. Rui Baptista no V Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa (Maputo, 26/03/97).

Comentário do Porf. José Maria Santarém ao livro "Os Pesos e Halteres, a função cardiopulomnar e o Doutor Cooper".

Anúncios

1 Comentário »

  1. Adenda à apresentação da minha conferência na Sociedade de Estudos de Moçambique (foto 1): Nesta altura estava destacado na Escola Comercial “Dr. Azevedo e Silva”, sendo o meu lugar de professor efectivo na Escola Industrial “Mouzinho de Albuquerque”. Meses depois, tomaria posse de presidente da referida Secção de Ciências em substituição do Engenheiro Manuel Pedro Romano.

    Comentar por Rui Baptista — Abril 1, 2011 @ 12:02 am


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: